Manuel Durão – A Música, a Matemática, a Composição e James Joyce.

1272872699 (124x170)

James Joyce dizia que a sua Irlanda Natal era como a porca velha que come os seus filhos.

Assim foi durante muitos séculos em Portugal e, em parte, ainda é.

Graças à nossa integração na União Europeia e à consequente, cada vez mais fácil, circulação, os nossos valores viajam livremente e libertam-se das capelinhas cá do Portugal dos Pequeninos.

Manuel Durão, nosso ex-aluno, deu corda aos sapatos” e aí vai ele para a Hochschule fur Musik und Theater em Leipzig aperfeiçoar os seus conhecimentos de Composição (Manuel nunca foi um matemático, foi um bom aluno de matemática porque lhe apreciava o rigor e era-lhe fiel. Só podia ir para composição, dados os seus dotes musicais e este gosto por uma ciência sempre presente na música e muito particularmente nesta vertente: Bach. Lembram-se? Xenakis. Lembram-se?), Piano, Direcção e Improvisação.

O seu valor na Composição pode ser apreciado pelas peças que tem vindo a compor (consultem a sua página no “MySpace”) e patenteado pelas bolsas que tem recebido, pelas encomendas de que é alvo por parte da Sinfonieta de Lisboa, do coro Ricercare, Mikroduo, Quarteto de Guitarras de Lisboa, da RTP, Quarteto Arabesco e da violetista Tatjana Masurenko.

Neste ano de 2010, a versão alemã da sua obra “Diário de Um Louco”, será apresentada na ópera de Leipzig. Claro que nunca saberemos disto pela nossa comunicação social (a porca velha, lembram-se?)

E, para não deixar os seus concidadãos serem comidos pela Porca Velha, é co-fundador de A NOVA ORQUESTRA DE LISBOA, colectivo de jovens compositores e intérpretes que cria e apresenta espectáculos que incluem música e outras formas de expressão (Teatro com certeza, o Manuel sempre foi um excelente actor). Para além disso esta instituição dá-nos a conhecer compositores como Fumio Yasuda, e Nikos Harizanos e já fez a estreia absoluta de 20 obras, mas…problemas com os apoiantes institucionais e com a saída de alguns dos membros do grupo para o estrangeiro a Nova Orquestra tem andado parada.
Mas o Manel promete que a coisa vai reactivar.

Obrigado Manel.

O Manuel entrou para As Descobertas em 1996.