Morreu Pedro Morais, o artista e autor do símbolo de “as descobertas”

1

Autor de uma obra rigorosa em que a escultura, a pintura, o desenho e o som contribuem para a criação de situações e espaços que nos questionam, Pedro Morais foi também um daqueles professores que marcam os seus alunos. Pela forma como vivia e olhava para o mundo. (Lucinda Canelas, in Público de 8/7/2018).
“O Pedro construiu uma obra em que o fazer era inseparável do ser. A maneira como vivia, como sentia e como se dava com todos aqueles que o rodeavam eram coisas para manter na intimidade, mas acabavam por passar para a obra e para a maneira como a mostrava. Ele gostava de partilhar os seus trabalhos, mas não a todo o custo”, diz João Fernandes, hoje diretor-adjunto do Museu Rainha Sofia, em Madrid, lembrando que conheceu o artista já há muitos anos numa das situações em que estava mais à vontade, rodeado dos seus alunos.
Era irmão de uma fundadora e ex-diretora, Deonilde Morais.
Sentidos pêsames.